quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Genealogia - Martha Tavares Pezzini


          Genealogia

          Em 2009, lançei um livro de genealogia da minha família. 
         Para quem gosta do tema, estou postando a introdução.  Trata-se do livro  "Vieiras e Tavares - Genealogia e Lembranças". Como era do interesse apenas da  família, foram poucos exemplares. Mas ainda tenho alguns.


      "O que somos devemos àqueles que deixaram as pegadas no caminho; derrubaram barreiras  geográficas e sociais fazendo a história acontecer. Hoje somos os protagonistas dessa história. Outras são as lutase as armas, porém é o mesmo objetivo que perseguimos: alicerçar um futuro melhor para nossos filhos e deixar como herança uma vida digna na qual eles possam se espelhar."

             Martha Vieira Tavares Pezzini - em "Vieiras e Tavares - Genealogia e Lembranças"

     A palavra Genealogia é a junção dos radicais gregos GEN(e)= geração, LOG(OS) = estudo e o sufixo IA = ciência. É o estudo das gerações que nos antecederam e refere-se às famílias, estudando-lhes as origens, descrevendo-lhes as gerações, mostrando sua evolução e traçando, embora resumidamente, as biografias das pessoas que a integram.
     A Historiografia exige método e rigor nos trabalhos genealógicos o que os torna bastante complexos. Não se restringe apenas à documentação das famílias e fontes de referências à linhagem ou membro que as compõem mas leva em conta o material histórico, que dá a linhagem exata da família e do meio em que está inserida, indicando as influências que nela exerce ou dele recebe e ainda, seus feitos e realizações.
     Esse trabalho não satisfez totalmente esse requisito sobre o material histórico, mas não está destituido de fundamentos confiáveis e alguma documentação.
     Os  bastardos não foram excluidos. Se nos tempos de El –rei D. Afonso V, quando havia interesse, Sua Magestade os legitimava  tornando-os fidalgos, vemos que  manter o preconceito, seria uma grande incoerência.
    Houve  somente o desejo de passar às novas gerações um pouco da História, dos seus antepassados, alguns fatos, até mesmo os hilários, pois quanto mais  o tempo passa, mais difícil se torna conhece-los. É uma maneira de termos nossos  registros para que não se percam.
     Confesso ter sentido uma certa angústia ao me aventurar por esses meandros descobrindo um pouco mais das  famílias que conheci e daquelas das quais apenas ouvira falar, até chegar às raízes mais distantes. E, mais ainda, por não haver conseguido ir até onde  meus objetivos me sinalisavam. Arrisquei-me certa de que haveria muitos equívocos e fatos que não seriam  desvendados.
     Revelar o desconhecido, o esquecido passado da nossa gente é trazer à tona, fatos novos para serem  compartilhados. Pude constatar como é comum as pessoas desconhecerem  mesmo os nomes de seus avós e bisavós.
     Há pessoas que não informam por desconhecimento da sua história, outras, por não valorizarem o registro da sua família na genealogia. Ou, ainda, pelo fato de desejarem guardar alguns fatos somente para si. 
     O hábito de fazer anotações, de fatos diversificados acontecidos na família,  com as datas, certamente seria muito útil e interessante para se consultar no futuro,  ainda que sómente por curiosidade.
      Espero ter contribuido ainda que muito aquém do desejado, para o conhecimento do nosso passado.
       Martha Vieira tavares Pezzini
        Belo Horizonte, 2009.




Furriel Ângelo Vieira de Souza



Blog: Sobre Livros e Autores 
http://marthatavaresspf.blogspot.com/
    

2 comentários:

  1. Tia Martha, o seu livro foi tudo de bom para a nossa família. Eu amei e sei que os meus netos vão conhecer um pedacinho da nossa história graça ao seu livro.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por estar sempre ligada!

    Vamos correr atrás de mais dados?

    Estou tentando revisar!

    Te amo

    ResponderExcluir